Por Job Content
Em 04/12/2018

Como usar a tecnologia a favor da sua empresa na nova economia digital? Alinhar marketing e vendas é uma das ações que vão fazer você vender mais. Confira!

Qual é o seu próximo passo para continuar vendendo? Com a nova economia digital, que não se refere apenas ao e-commerce, e sim a todos os tipos de negócios, quem não tem claro o seu foco de venda e seus objetivos, terá um caminho muito mais difícil.

O lançamento do Conecta 2019, que ocorreu na noite de quarta-feira, dia 28, abordou o tema: “A tecnologia a favor da sua empresa: como alinhar marketing e vendas para vender mais“. O evento contou com um painel para discutir este tema.

Para saber mais sobre o conteúdo que rolou nesta discussão de alto nível, leia o texto. Tem ainda a revelação de algumas feras que estão confirmadas para o Conecta 2019.

O produto não é o fim em vendas! Como assim?

Soa estranho dizer que o produto (ou serviço) não é o fim em uma venda, certo? No entanto, é exatamente isso que acontece com o novo comportamento do consumidor. Como ele flerta com várias marcas e busca não só um produto, mas viver uma experiência e solucionar algum problema, a sua jornada de compra é o ponto mais importante.

As empresas, além de produtos, vendem experiências! Desde o primeiro contato, do atendimento e até o fechamento da venda, o cliente passou por etapas e pesquisou por outras empresas.

Durante o painel, o Customer Success Manager da Resultados Digitais, Rafaell Soler, salientou que muitas empresas sabem disso, porém, na prática, acabam não agindo desta maneira. Tentam vender como se fazia há alguns anos, onde o produto era o único “fim” que justificava os esforços.

Para quem a sua empresa quer vender?

Muitas vezes, a empresa tem a intenção de vender para “todo mundo”. Assim, não se dá conta de que as suas forças estão sendo direcionadas para lugares em que não há chances de vendas.

Em primeiro lugar, é necessário observar o mercado local e a região da empresa. A partir do momento que domina o mercado local, fica mais fácil partir para outras regiões. Em contrapartida, buscar o país inteiro logo “de cara”, é lançar-se em um universo com inúmeros concorrentes que vão “engolir o seu negócio”.

“Não atire como um cego com uma metralhadora em mãos. Pode ser que com uma Sniper, você acerte o alvo”.

Rafaell Soler, Resultados Digitais

Na nova economia digital, mesmo você com armas poderosas para atingir um público imenso, as munições menores e bem direcionadas serão mais eficientes no início.

Veja o exemplo da empresa Perfil Maq, da cidade de Concórdia – SC, que esteve representada no painel pelo proprietário André Luiz Raimundi. O empresário revelou alguns pontos interessantes que fizeram o seu negócio adotar novas estratégias e entrar de vez na nova economia digital:

Nossas ações de marketing e vendas eram direcionadas para vários lugares. Depois de adotarmos uma nova estratégia digital, fazer a pesquisa de persona, conseguimos definir quem realmente eram nossos clientes“.

André Luiz Raimundi, Perfil Maq

Outro case interessante é o da Fabet (Fundação Adolpho Bósio de Educação no Transporte), que mesmo após 20 anos no mercado, os gestores perceberam que deveriam entender melhor quem era o seu atual cliente. A assessora de comunicação e marketing da instituição, Bárbara Primam, que também participou do painel, fez a seguinte revelação:

“A Fabet estava alinhada a uma forma tradicional de marketing e propaganda de seus produtos e serviços. Mesmo com mais de 20 anos de mercado não tínhamos uma clareza exata de quem era o nosso cliente. Foi então, que mudamos nossa estratégia e descobrimos que o cliente não era apenas o gestor da empresa ou o setor de RH (Recurso Humanos)”.

Bárbara Primam, Fabet

Você “sai da mesa do escritório” para conversar com os seus clientes?

O cliente foi o mesmo por muitos e muitos anos! A desconstrução desse cliente que você conhecia tem que ser feita, e a empresa deve entender quais são as suas dores e o que ele busca.

“Saia da mesa do escritório e vá falar com o seu cliente, pois o seu produto ou outra ‘frente’ pode resolver a dor dele. Para entender o cliente, não precisa contratar alguém ou fazer coisas mirabolantes. Você mesmo pode fazer perguntas para ele”.

Rafaell Soler, Resultados Digitais

Não espere o cliente ir embora para fazer o que o Rafael falou durante o painel de lançamento do Conecta 2019. Comece os seus esforços a partir de agora!

Os setores de marketing e vendas estão bem alinhados?

Uma das primeiras mudanças que você tem que ter em mente sobre o novo momento de economia digital, é a de que marketing e vendas precisam caminhar na mesma direção! De nada adianta fazer marketing se as duas equipes não estão alinhadas.

O trabalho do marketing é cada vez mais captar e qualificar os leads (clientes interessados no produto). Como Rafaell lembrou durante o painel, há um ciclo de vendas. O marketing entrega os leads para o setor de vendas, que por sua vez entra em contato com os possíveis clientes para executar a negociação — Além disso, a troca de informações é importante: “como foi a venda?”. “O que o cliente falou e qual fator foi decisivo para a venda?”.

Olha só o que a Antonia Wurzius, proprietária da Laleska Store, loja do ramo da moda em Concórdia, apontou durante o painel:

“Marketing e vendas, um não existe sem o outro. Não adianta fazer uma propaganda maravilhosa, se o cliente chegar na loja e não encontrar uma equipe motivada para lhe atender. Após uma pesquisa interna, identificamos o que os funcionários gostariam de saber, eles não tinham um objetivo claro para escalar níveis dentro da empresa. Criamos uma plataforma de níveis de vendas em escala e isso foi a grande mudança: hoje eles tem metas claras, mas o mais importante, é que eles tem um objetivo de escala pessoal a ser alcançado”. 

Antonia Wurzius, Laleska Store

Antonia disse ainda, que os funcionários procuram entregar algo inesperado. Como ela resumiu, “produto todo mundo tem, você precisa fazer diferente”.

Para encerrar, você sabe qual é a diferença de persona e público-alvo?

Um termo bastante utilizado na nova economia digital é “persona“. Diferente do público-alvo, que se baseia em dados demográficos, idade e outras questões, uma pesquisa de persona define o perfil ideal de cliente para a sua empresa.

Para criar a persona, é necessário fazer uma pesquisa com os seus melhores e potenciais clientes. Nela, você identificará a dor deles, os problemas, onde buscam informações, quais os hobbies e outras questões bem interessantes que facilitarão a forma de contatos posteriores.

Essa pesquisa poderá ser feita por telefone ou em conversas informais. Olhar as redes sociais, como Facebook, Instagram e Linkedin, também ajuda a entender melhor quem é a sua persona.

“Existem dados que mostram que apenas 3% do mercado potencial entende o que é o produto ou serviço de uma marca. O restante não conhece todos os benefícios porque a empresa não informa isso da maneira correta”.

Rafaell Soler, Resultados Digitais

Rafaell lembrou ainda, que mesmo com os avanços da tecnologia, são pessoas falando com outras pessoas. A humanização no atendimento é fundamental neste processo. Na nova economia digital, nenhum negócio pode achar que sabe tudo sobre o seu cliente, se não fez uma pesquisa a fundo de persona.

E aí na sua empresa, você tem utilizado a tecnologia da favor do seu negócio diante da economia digital? 

Curioso para saber quem já está confirmado no Conecta 2019?

Como prometemos no início do conteúdo, aqui estão os nomes que estão confirmados na edição do Conecta 2019, que acontecerá nos dias 20 e 21 de maio. Confira a programação, que contara com palestras, workshop e rodada de negócios.

Guilherme Machado: tem mais de 16 anos de carreira, é hoje a maior referência na produção de conteúdo digital voltado para vendas e para o mercado imobiliário. Corretor de Imóveis, Palestrante, Coach, Colunista da Band News, já impactou mais de 1,5 milhões de profissionais no Brasil com seus cursos, treinamentos e palestras. Mestrando em Neuromarketing, é treinador de equipes de alta performance.

Conecta 2019: lançamento discutiu como usar a tecnologia a favor das empresas diante da economia digital!

Renata Centurion: é sócia e Diretora para a América Latina da Winning By Design – empresa do Vale do Silício que auxilia empresas e startups a desenhar, construir e escalar suas vendas. Renata tem 20 anos de experiência em vendas B2B e iniciou sua carreira no departamento comercial do Grupo Bayer.

Conecta 2019: lançamento discutiu como usar a tecnologia a favor das empresas diante da economia digital!

Raphael Lassance: é referência em Growth Hacking no Brasil. Co-fundador da Growth Team, a primeira agência de growth hacking do país, tem mais de 15 anos de experiência em projetos digitais e já participou em mais de 80 projetos nos últimos anos.

Conecta 2019: lançamento discutiu como usar a tecnologia a favor das empresas diante da economia digital!

Caio Vidal: é desenvolvedor de novos negócios há mais de 10 anos, e hoje é gerente de negócios via canais na Resultados Digitais. Formado em Marketing, com carreira construída no digital.

Conecta 2019: lançamento discutiu como usar a tecnologia a favor das empresas diante da economia digital!

Felipe Spina: é especialista em marketing Digital e Growth Hacking, atua há mais 13 anos com marketing digital, é autor dos livros “Facebook Marketing” e “Technical Marketing“. Teve passagem por empresas importantes do segmento, com a Resultados Digitais, e hoje atua na área de consultoria, ajudando empresas a otimizarem seus resultados.

Conecta 2019: lançamento discutiu como usar a tecnologia a favor das empresas diante da economia digital!

 

Quero ir no Conecta 2019! Aproveite para confirmar a sua presença, os ingressos estão à venda aqui!


Evento de Lançamento do Conecta 2019


Diante de diversas mudanças, o que a sua empresa tem feito para vender mais?

Confira um passo a passo de como aumentar as vendas!

Qual a área de atuação do seu negócio?

Qual o seu cargo?

Funcionários: