analista-de-seo-e-redatora-web-andresa-katia-laux Por Andressa Kátia Laux
Em 10/03/2020

Tanto o Google como o Facebook são ferramentas usadas para aumentar a visibilidade e acelerar o reconhecimento de uma marca. Contudo, a dúvida mais comum é sobre qual deles traz mais resultados? Para descobrir, continue a leitura!  

Uma dúvida comum dos nossos clientes quando iniciamos o planejamento das estratégias é escolher os canais nos quais os seus negócios vão estar presentes: “Google Ads ou Facebook Ads, em qual das ferramentas vamos anunciar para ter mais resultados?”. A resposta é sempre a mesma: depende! 

O fato é que esta decisão se baseia na premissa: onde o seu público-alvo está conectado! 

Assim, antes de afirmar para os nossos clientes qual é o melhor canal de mídia paga para divulgação da estratégia proposta, nossa equipe faz uma pesquisa profunda para entender, a partir de dados confiáveis, os canais de maior aderência para o público em questão. Afinal, para investir em marketing e ter um resultado efetivo é preciso fugir do “achismo”, certo?

Mesmo com algumas semelhanças, Google Ads e Facebook Ads tem características bem individuais. Por isso não devem ser vistas como concorrentes: combinadas elas geram resultados bastante consistentes e atraem públicos em diferentes estágios da jornada de compra. 

Por isso, nesse post você vai aprender o que é e por que investir em mídia paga, quais as diferenças entre o Facebook Ads e o Google Ads, como combinar as duas ferramentas e muito mais.

O que é e por que investir em mídia paga?

Como identificar o melhor canal de mídia paga?

Qual a principal diferença entre o Google Ads e o Facebook Ads?

Google Ads vs Facebook Ads: como funciona, quais as vantagens e desvantagens?

Como combinar o Google Ads e o Facebook Ads?

Confira!

O que é e por que investir em mídia paga?

Como o nome já sugere, mídia paga são todos os canais de comunicação onde a empresa paga para ser exibida, ou seja, se trata de um investimento que tem como objetivo colocar a sua empresa em evidência, aumentando a sua visibilidade e acelerando o reconhecimento da sua marca frente ao seu público-alvo.

Os principais motivos para investir nesse tipo de publicidade é a possibilidade de aparecer para as principais palavras-chave do seu negócio, conquistar de maneira mais rápida o tráfego online e a análise de resultados em tempo real.

Como identificar o melhor canal de mídia paga?

Como tudo no marketing digital, não há uma fórmula mágica que determine qual é o melhor canal de mídia paga para seu negócio. Por isso, para garantir que os seus esforços e investimentos não sejam inúteis, o primeiro passo é entender quem é o seu público e onde ele está. Afinal de contas, de nada adianta ter a mensagem certa atingindo as pessoas erradas, concorda?

Para conhecer o seu público e entender que tipos de pesquisa ele faz ou os formatos de conteúdo que ele prefere consumir, você pode organizar uma série de perguntas e aplicá-las através de pesquisas ou entrevistas com seus próprios clientes. Assim como pode utilizar ferramentas digitais, como as redes sociais e ferramentas do Google, que são gratuitas.

Google Ads vs Facebook Ads: como funciona, quais as vantagens e desvantagens?

O que é Google Ads?

Antigo Google AdWords, o Google Ads é a plataforma de anúncios do Google. Hoje a ferramenta lidera o mercado de links patrocinados com mais de 95 mil empresas anunciantes. Mas, o que torna a plataforma tão poderosa é a possibilidade de atingir um público super segmentado no momento em que essa audiência busca pelo que o anunciante oferta. Essa segmentação é feita com base em cookies e palavras-chave.

Mas, como fazer anúncios no Google? Hoje existem 4 principais formas de anunciar no Google. São elas:

  • Rede de Pesquisa

Os anúncios exibidos na Rede de Pesquisa são em formato texto, sendo acionados a partir das palavras-chave escolhidas pelo anunciante. Eles são exibidos em destaque no topo, bem como no fim da SERP (Search Engine Results Page).

Para reconhecer o que é anúncio pago e o que é resultado orgânico na SERP, os anúncios vêm identificados com a legenda “Anúncio”.  

anuncio-rede-de-pesquisa-job-content

Anúncios de Texto da Rede de Pesquisa

Esse formato traz grandes resultados quando o objetivo é alcançar pessoas que buscam por produtos, serviços ou soluções específicas, sendo que nesse formato o anunciante só paga quando receber um clique em seu anúncio. 

  • Rede de Display

Os anúncios da rede de display são exibidos em sites e aplicativos parceiros do Google, além do Gmail e YouTube, por exemplo. Esse formato de anúncio alcança mais de 90% dos usuários da internet em todo o mundo a partir das segmentações de público, palavra-chave, informações demográficas ou de local escolhidos pelos anunciantes.

Esse tipo de anúncio é mais usado para campanhas de remarketing e branding (reconhecimento de marca). Sendo que podem ser exibidos no formato de anúncios gráficos ou de texto, além de anúncios personalizados no Gmail e em aplicativos móveis.

Para conhecer os formatos de anúncio mais indicados para o Google Ads visite o suporte do Google clicando aqui

anuncio-rede-de-display-job-content

Anúncios Gráficos da Rede de Display

  • YouTube

O YouTube hoje é o segundo maior buscador online, perdendo apenas para o próprio Google. Os anúncios feitos neste formato são em grande parte vídeo, sendo que o anunciante só paga quando as pessoas interagem com o anúncio. Ou seja, se o anúncio for “pulado” antes dos 30 segundos (ou antes do fim) você não pagará nada.

Assim como nos outros formatos, no YouTube o anunciante também pode segmentar o público que deseja atingir por meio dos seus interesses, local, informações demográficas e muito mais. 

O formato é indicado para os anunciantes que estão procurando criar autoridade para sua marca ou produto/serviço. 

anuncio-no-youtube-job-content

Anúncios em Vídeo no YouTube

  • Shopping 

Como o nome mesmo sugere, os anúncios feitos no Shopping tem como objetivo a venda de um produto

Esses anúncios trazem grandes resultados para as lojas virtuais porque mostram aos usuários informações detalhadas sobre o produto, como por exemplo, a foto do produto, título, preço e o nome da loja, antes mesmo que eles cliquem no anúncio e visitem o site.

Para começar a usar o Google Shopping, o anunciante precisa ter uma conta no Google Merchant Center para enviar seu inventário de produtos. Depois, basta criar as campanhas através do Google Ads.

anuncio-no-shopping-job-content

Anúncios do Shopping

O que é Facebook Ads?

O Facebook Ads é a ferramenta de mídia paga do Facebook. Embora existam serviços de ads em várias outras redes – como LinkedIn, Twitter e Instagram – o Facebook ainda é a ferramenta mais usada depois do Google Ads.

Assim como o Google, o Facebook Ads é extremamente eficaz por conta das diversas opções de segmentação disponíveis para os anunciantes. No entanto, este não é o único motivo. Outro fator é o alcance que a plataforma tem, uma vez que ela já ultrapassou os 2,3 bilhões de usuários

Existe uma grande variedade de formatos de anúncios no Facebook, veja alguns. 

  • Imagem

Formato simples e descomplicado, o anúncio como imagem é muito usado quando o intuito do anunciante é direcionar as pessoas para o seu site ou mesmo quando o objetivo é aumentar o reconhecimento de um produto. 

Segundo um estudo realizado pelo próprio Facebook, esse formato de anúncio tem desempenho superior aos outros formatos.

Para criar esse tipo de anúncio, basta fazer uma publicação no feed da sua página e impulsioná-lo como uma imagem. 

anuncios-midia-paga-imagem-facebook-ads

Anúncio em Imagem no Facebook Ads

  • Vídeo

O formato de anúncio em vídeo está mudando a maneira como as empresas contam as próprias histórias, apresentam seus produtos/serviços ou falam da sua marca. Esse tipo de anúncio pode levar as pessoas até o site do anunciante ou apenas apresentar o lançamento de novos produtos

Para criar anúncios em vídeo, você pode usar o gerenciador de anúncios ou então impulsionar uma publicação em vídeo que está no feed da sua página. 

Por ser um formato de conteúdo com consumo rápido, a dica é criar vídeos com 15 segundos ou menos para cativar.

anuncios-midia-paga-video-redes-sociais-facebook

Anúncio de Vídeo no Facebook Ads

  • Apresentação multimídia

As apresentações multimídia são uma alternativa para anunciantes que não conseguem produzir um anúncio em vídeo. Esse formato de anúncio é bem semelhante ao vídeo, garantindo boa parte dos benefícios de uma experiência com vídeo, como movimentos, sons e textos, porém com um custo de produção menor.

Outra vantagem desse formato é o fato dele usar cinco vezes menos dados do que os anúncios em vídeo.

Para produzir um anúncio nesse formato, o anunciante precisa usar o gerenciador de anúncios do Facebook. 

anuncios-midia-paga-apresentacao-multimidia-redes-sociais-facebook

Anúncio Apresentação Multimídia no Facebook Ads

  • Carrossel

O carrossel é um formato de anúncio que permite que o anunciante tenha mais espaço criativo em um único anúncio. Ele pode ser usado para mostrar produtos diferentes, contar mais detalhes do mesmo produto ou contar alguma história sobre a empresa ou a marca. 

Caso o anunciante use esse formato para divulgar diferentes produtos, ele ainda pode escolher se deseja que o Facebook otimize a ordem das imagens do carrossel com base no desempenho de cada imagem ou não. 

Nesse formato podem ser mostrados até dez imagens ou vídeos em um mesmo anúncio, cada um com seu próprio link.

anuncios-midia-paga-carossel-facebook-ads

Anúncio em Carrossel no Facebook Ads

  • Experiência instantânea

Esse formato de anúncio era conhecido até pouco tempo atrás como Canvas. Ele tem como objetivo oferecer uma experiência otimizada para os usuários que usam a rede social em dispositivos móveis. 

O anúncio é aberto em tela cheia instantaneamente quando o usuário tocar sobre ele. Sendo uma opção para os anunciantes que querem chamar atenção dos usuários, além de oferecer um anúncio de alta qualidade. 

Esse tipo de anúncio funciona com a maioria dos formatos de anúncio, como imagem, vídeo, carrossel, coleção e apresentação multimídia.

  • Coleção

Esse formato de anúncio tem como objetivo melhorar a experiência dos usuários que estão dispostos a fazer compras

Ao criar uma coleção, o anunciante pode escolher um vídeo ou imagem principal para o anúncio com mais quatro imagens menores. O visual fica semelhante a uma grade. 

Para criar anúncios nesse formato, o anunciante precisa ter ao menos quatro produtos cadastrados no seu catálogo do Facebook. 

anuncios-midia-paga-colecao-redes-sociais-facebook

Anúncio em Coleção no Facebook Ads

Se você chegou até aqui é porque já entende quais são as principais funcionalidades de cada uma das plataformas. No entanto, antes de começar a anunciar no Google ou no Facebook Ads, você deve instalar o Pixel do Facebook e a Tag Global do Google em todas as páginas do seu site.

Esses códigos de monitoramento irão capturar informações importantes de todas as pessoas que acessam o seu site e você poderá utilizar esses dados combinados para tornar seus anúncios mais efetivos, como veremos no último tópico do conteúdo.

Qual a principal diferença entre o Google Ads e o Facebook Ads?

Antes de mais nada pare e pense, o que você faz no Facebook e o que você faz no Google? Qual a sua principal intenção no momento em que você está navegando em cada uma das plataformas – é se entreter, se distrair ou você está predisposto a fazer uma compra?

Quando falamos em Facebook talvez você esteja disposto a comprar, talvez não! Muito mais provável que não. No entanto, isso não quer dizer que você não esteja interessado por um determinado produto. O fato é que não é através do Facebook que você irá procurar ativamente por esse produto.

Essa busca mais ativa por alternativas para resolver um problema acontece no Google. Logo, o objetivo maior das pessoas que acessam o Facebook é de interagir com outras pessoas, empresas ou marcas. Por isso, você pode usar os anúncios do Facebook de acordo com o interesse das pessoas com o objetivo de chamar a atenção. 

A tendência é que os leads que você capturar no Facebook sejam mais topo de funil e, por consequência, mais baratos. Já os leads do Google são mais fundo de funil, logo eles são mais quentes/qualificados, mas também custam mais caro. 

Como combinar o Google Ads e o Facebook Ads?

Agora que você já sabe que grande parte das pessoas usa o Google e o Facebook durante toda a jornada de compra – em momentos diferentes, é claro – não precisa escolher apenas uma das ferramentas. Pelo contrário, você pode aproveitar para mesclar as duas e se beneficiar dos objetivos de cada uma.

Tendo os códigos de monitoramento das duas plataformas instalados no seu site e sabendo que ambas capturam informações valiosas das pessoas que o visitaram, você pode usar informações capturadas tanto para fazer campanhas de Remarketing no Facebook como também no Google, através da Rede de Display e do YouTube.

Além disso, você ainda pode utilizar essas informações para anunciar para públicos parecidos. Esse tipo de estratégia é conhecida no Facebook como “Look a Like” e no Google como “Público Semelhante”.

Agora é com você!

Siga nossas orientações para escolher os melhores canais de mídia paga para investir no seu negócio e comece a atingir o seu público-alvo!

Restam dúvidas? Sem problemas! Pode me enviar uma mensagem! Terei muito prazer em ajudar você!

Ficou com alguma dúvida?

Nós podemos te ajudar!
agende-um-horario-agência-job-content

Qual a área de atuação do seu negócio?

Qual o seu cargo?

Telefone Comercial: