Por Job Content
Em 05/06/2018

Marcos Gaubert, Partner Account Manager na empresa Resultados Digitais, foi direto durante a sua palestra no evento Conecta: “Qual é o próximo desafio da sua empresa? Se a sua resposta ficou no vácuo fique atento! ” E aí, vai ficar parado ou se preparar para essa nova economia digital?

Não há retorno com pouca informação. Portanto, informe-se todos os dias. Saiba filtrar os conteúdos mais relevantes para o seu crescimento e da sua empresa.

O melhor momento para começar o seu planejamento digital? Foi há dois anos! O segundo melhor? Agora!

Continue a leitura para saber mais sobre a nova relação entre empresa e cliente, e marketing e vendas, na nova economia digital!

Relação cliente e empresa

Antes desta mega evolução da internet, a relação de venda se baseava no contanto entre consumidor e vendedor. O vendedor, por sua vez, era a pessoa que mais conhecia o produto e tinha suas “armas” para convencer o cliente em potencial. No entanto, o cenário atual mudou completamente com a nova economia digital.

Hoje, além de podermos fazer compras pela internet de qualquer lugar, temos aplicativos para diversos serviços. Precisou de um táxi? Chama pelo aplicativo do Uber. Pedir uma pizza em casa? Aplicativo da própria pizzaria.

Outro fator que as empresas e o time de vendas precisam estar atentos, é que o cliente vai até uma loja (quando vai) conhecendo praticamente tudo do produto. Ele já pesquisou na internet, trocou ideias com os amigos e viu depoimentos de quem já comprou. Portanto, o vendedor deve estar muito mais preparado do que há 10 anos.

Máquina de vendas

Você conhece ou está usando o inbound marketing na sua empresa? Deveria, ao menos, considerar o uso do que pode ser uma “máquina de vendas”, como definiu Marcos Gaubert, Partner Account Manager na Resultados Digitais.

Faça uma reflexão simples: você está na festa e sente atração por uma pessoa. Qual seria a sua primeira frase ao se aproximar dela? “Quer casar comigo? ”. Obviamente que as chances de isso dar certo são mínimas. É desta forma que muitas empresas tentam vender. Não conseguem nem ao menos criar um relacionamento ou empatia do consumidor pela marca.

O inbound marketing prioriza a atração de clientes por meio de conteúdos relevantes e que venham a resolver “dores e problemas”. Além disso, quanto mais conteúdo relevante e escrito de maneira adequada a empresa tiver, melhor também será o seu posicionamento no Google.

“Ao receber conteúdo relevante, o cliente vai chegar muito mais preparado para comprar”. Marcos Gaubert

A empresa não “pede em casamento” no primeiro encontro. Pode até ser que o cliente em potencial não queira comprar nada seu imediatamente. Mas, se você oferecer algo em troca, como um eBook, ele fica no site e ainda preenche um formulário com os seus dados. Ótimo, não é mesmo? É hora de começar a interagir.

Otimização de Conteúdo

Para que seu conteúdo seja relevante, ele precisa ter palavra-chave, título, subtítulos, formatação adequada, entre outros pontos importantes.

Além da otimização, é possível utilizar as várias ferramentas que o Google disponibiliza para posicionar um site.

Para encerrar este conteúdo, fique atento a mais um insight do Marcos Gaubert durante o Conecta: “Como se manter à frente na busca por conhecimento? Participando de eventos”.

Uma Introdução ao Inbound Marketing

Tenha uma introdução para dar seus primeiros passos com esta nova metodologia e elevar seu negócio a um próximo nível!

Qual a área de atuação do seu negócio?

Qual o seu cargo?

Funcionários: